Skip to content
Como aparecer no google
9 de abril de 2021

Revelamos os segredos para você aparecer no Google

9 de abril de 2021

Revelamos os segredos para você aparecer no Google

Navegue por tópicos

Você sabe como o Google funciona? Estar no topo de buscas é uma das estratégias de Marketing Digital das empresas atualmente. 

Os anúncios pagos e as estratégias de SEO, por exemplo, são excelentes soluções para promover um site. Mas existem outras que também geram leads, conversões e autoridade no mercado.  

Neste guia, vamos explicar definitivamente como tudo funciona: critérios, plataformas, palavras-chave e benefícios que o rankeamento no Google proporcionam para o seu negócio. Confira!  

O que é SEO? 

Se sua empresa quer aparecer no topo das pesquisas orgânicas do Google, você precisa aplicar uma boa estratégia de SEO! Mas afinal o que é SEO?  

SEO é uma sigla para Search Engine Optimization, que significa “otimização para mecanismo de busca”. Nada mais é do que o conjunto de ações para otimizar o conjunto de sites, blogs e páginas na web. O objetivo é melhorar o posicionamento nos buscadores e conquistar um ótimo rankeamento orgânico! É um recurso diferente dos anúncios pagos, como veremos a seguir.  

Na prática, essas estratégias reúnem questões de programação, relacionamento com outros sites, design, experiência do usuário e produção de conteúdo. A missão do Google é garantir que os usuários encontrem os melhores resultados e que as informações estejam organizadas e acessíveis a todo momento!  

Daí surgiu o algoritmo, um sistema inteligente capaz de identificar as páginas mais relevantes e entregá-las a você. Para decifrar como o algoritmo funciona, primeiro vamos conhecer o que é tráfego!  

Qual a diferença entre tráfego pago e tráfego orgânico? 

Não é novidade que o Google é o maior site de buscas do mundo. Desde o lançamento, já são mais de 60 trilhões de pesquisas feitas! Atualmente, os usuários realizam cerca de 3,5 milhões de buscas por dia.  

Funciona assim: sempre que uma busca é realizada, os robôs do Google vão de link em link para encontrar e classificar as páginas da internet. Assim, o algoritmo identifica os conteúdos mais relevantes e os apresenta aos usuários. 

A pergunta que surge, então, é a seguinte: como chegar ao topo e se manter no topo? Para aplicar uma estratégia consistente, o ponto de partida é identificar quais são os tipos de busca.  

Logo que pesquisamos sobre uma dúvida, um serviço ou uma empresa específica, surge uma página de resultados chamada SERP (Search Engine Results Page). Nela, existem dois tipos de resultados: pagos e orgânicos.  

Os resultados pagos estão localizados no topo e no final da SERP e são identificados com a palavra “anúncio”. Se as empresas desejam resultados em curto prazo, os anúncios pagos são uma tática interessante.  

Porém, saiba que há vários fatores que interferem no posicionamento do anúncio e na possibilidade de ele aparecer, como lance, qualidade, concorrência, página de destino e palavra-chave. Além disso, anúncio pago não é sinônimo de bom posicionamento, pois não interfere nos resultados orgânicos, que igualmente podem estar no topo.  

Com um site estruturado e uma campanha bem planejada, você supera os seus concorrentes e aumenta as conversões. Além do lance no leilão (a forma pela qual o Google vende os seus espaços de anúncio), a plataforma considera a qualidade um dos pontos principais dos anúncios. Portanto, se a qualidade do anúncio e do site for baixa, não adianta investir! Nos anúncios pagos, por meio de palavras-chave específicas, você consegue direcionar as campanhas para o público-alvo da sua marca. Exemplo: se sua empresa é do nicho de moda fitness feminina, use palavras como “moda fitness”, “roupas fitness” e “roupas de academia”.  

Vale frisar que trabalhar somente com anúncios pagos não garante um posicionamento inabalável e positivo. Observe esta imagem: 

No exemplo acima, os três primeiros conteúdos são anúncios pagos. Somente o da Agência Contato é uma busca orgânica. Ou seja, o mecanismo do Google avalia que ele contém as informações mais relevantes para os usuários.  

Já os resultados orgânicos (gratuitos) estão localizados mais ao centro e são classificados também de acordo com o algoritmo, que enumera quais são os melhores. A diferença é que não foi investido qualquer valor financeiro.  

Por estar bem posicionado, o site recebe mais visitas e, claro, possibilita mais conversões. Dessa forma, o Google entende que o conteúdo é bom e impulsiona a sua classificação. A partir daí, o ciclo é contínuo!  

Anúncios pagos e orgânicos são importantes. Não existe um melhor ou pior. Estar em mais de um lugar é essencial para a presença digital. O orgânico leva tempo, mas é mais duradouro a partir da implementação e melhorara do SEO. No anúncio pago, você precisará pagar tanto pela mão de obra quanto para aparecer nos resultados. 

Quais são os critérios que o Google usa para colocar o site na primeira colocação? 

Com certeza, você também está se questionando o que são esses “conteúdos relevantes”, não é? Além disso, quais são os fatores que determinam que um site ganhe os primeiros lugares no buscador? Quem responde a essas perguntas são as regras do algoritmo.  

Para otimizar os seus resultados e gerar tráfego orgânico, existe um conjunto de operações lógicas. Mas o objetivo permanece o mesmo: compilar todo o conteúdo da internet a fim de entregar as melhores repostas e a melhor experiência de navegação.  

A trajetória do algoritmo é baseada em 3 passos: rastreamento → indexação → rankeamento. Entenda o que acontece em cada um deles: 

  1. Rastreamento (Crawling): o primeiro passo do Google é rastrear os conteúdos que existem. Os robôs vão buscando os endereços eletrônicos, chamados de URL, e lendo os sites. Essa etapa também pode ser chamada de crawling e exige que os sites estejam acessíveis aos rastreadores. Quem não é encontrado, não é classificado!  
  1. Indexação (Indexing): o segundo passo é justamente processar o índice dos sites. Com base na palavra-chave que é digitada, os robôs compilam todos os sites que apresentam aquela informação e avaliam a idade do conteúdo, o tempo de carregamento e os textos.  
  1. Rankeamento (Ranking): é o momento em que o algoritmo entra em ação e analisa os 200 fatores de rankeamento para classificar os conteúdos. Em uma fração de segundos, o sistema do Google identifica as páginas de maior qualidade e confiabilidade e que apresentem informações válidas.  

O que são palavras-chave e para que servem?  

As palavras chaves são expressões ou termos únicos que resumem o tema de um conteúdo. Mas se engana quem pensa que elas são usadas apenas para ajudar a encontrar um site.  

No Marketing Digital, os termos de busca são essenciais para as estratégias de venda e também para a atração de mais visitantes para as páginas.  

Você já pensou por que as pessoas realizam buscas no Google? As intenções podem até ser diferentes, mas têm um fator comum: resolver um problema. Esclarecer uma dúvida, compreender uma informação, encontrar o produto ou o serviço da sua empresa (ou do seu concorrente)… As pessoas sempre têm um problema e utilizam o Google para resolvê-lo. 

É neste momento que as palavras chaves atuam! Ou seja, são elas que conectam o problema do seu público-alvo com a solução que a sua empresa oferece. Por isso, é importante pensar nelas não apenas para SERP (aparecer na lista de resultados), mas para o sucesso do seu negócio em um plano geral.  

Antigamente, para tentar driblar os mecanismos de pesquisa e tentar garantir o rankeamento, os sites apostavam na repetição excessiva das palavras-chave durante o texto, o chamado Keyword Stuffing.  

Mas atenção, os atuais algoritmos dos buscadores já identificam essa técnica e a consideram como Black Hat, ou seja, uma prática antiética que vai contra as diretrizes dos mecanismos de pesquisa e contra a boa experiência do usuário. As penalizações variam entre as seguintes:  

  • perda significativa de posições na SERP; 
  • não indexação do endereço eletrônico; e 
  • experiência do usuário interferida. 

Para não ser punido(a), fique atento(a) aos exemplos de Keyword Stuffing e não os pratique:  

  • parágrafos com repetições em sequência;  
  • repetição dos termos-chave; 
  • índices ou itens sem valor; e  
  • repetição das palavras-chave na estrutura do site. 

O que é e como funciona a indexação no Google?

Como conversamos, na etapa da indexação o Googlebot (robô do Google) reúne uma lista das palavras encontradas e sua respectiva localização nas páginas. A pergunta que você deve estar se fazendo é: afinal, quanto tempo demora para a página do meu negócio aparecer no Google? 

Infelizmente não tem como saber o tempo exato. Os rastreamentos são baseados numa série de fatores, como otimização do site, quantos links apontam para ele e como ele foi construído.  

Da mesma forma que o algoritmo analisa a frequência e a quantidade de páginas indexadas, o intervalo de tempo para novos rastreios serem feitos é uma informação que somente o Google possui.  

Ou seja, não existe fórmula mágica ou truques mirabolantes, mas existem critérios eficientes. Você precisa seguir as boas práticas de promoção de um site. Preste atenção nos motivos pelos quais seu site pode não estar sendo localizado:  

  1. Ausência de conexão com outros sites: como o robô navega de um link para o outro, caso não exista nenhum link direcionando para o seu site, não será possível indexá-lo.  
  1. O site é recente: se o lançamento da página tiver acabado de acontecer, talvez o Google ainda não tenha feito o rastreamento. 
  1. O design do site dificulta o rastreamento: lembre-se de que a boa experiência do usuário é fundamental para a classificação.  

<h2>Por onde eu posso analisar se o meu site está bem ou mal no Google?</h2> 

Para acompanhar o que está sendo indexado sobre o seu site e identificar os erros que ele contém, existem alguns recursos que podem auxiliar e inclusive forçar a indexação.  

Vejas as opções a seguir e coloque em prática!  

Google Search Console 

Para indexação ou manutenção das páginas, o Google Search Console é uma ferramenta excelente. Ele produz relatórios que permitem visualizar se houve algum problema no processo e até mesmo sugere como solucionar. 

Assim, sua estratégia terá andamento e o site aparecerá nas páginas certas. Se quiser, ainda é possível ativar notificações de alerta para a ocorrência de problemas mais graves que o Google venha a identificar.  

Google Analytics

Independentemente do tipo de inserção digital do seu negócio, acompanhar as métricas dos resultados é crucial para ter um crescimento sólido. Se você deseja saber o número de visitas e o perfil das preferências dos visitantes, por exemplo, o Google Analytics é a ferramenta certa!  

Para veicular o seu site ao recurso, é preciso copiar o código de rastreamento do código-fonte do seu site. Assim, o Google pode acelerar o processo de indexação.  

Page Speed

Um bom posicionamento no Google também está associado à velocidade de navegação nas páginas e nos blogs e, consequentemente, às conversões que você alcança. Não é à toa que velocidade rima com lucratividade quando falamos de um site no Google!  

Desde 2010, o buscador colocou a rapidez como um dos fatores de rankeamento. Com isso, ele lançou a ferramenta PageSpeed Insights para auxiliar o desempenho e a experiência do usuário.  

O recurso também gera um relatório de diagnóstico e oportunidades. Você saberá exatamente quais pontos otimizar para melhorar o tempo de carregamento.  

Ubersuggest

Se você entendeu a importância das palavras, com certeza adotará também o Ubersuggest! Além de revelar as estratégias positivas que estão sendo aplicadas no nicho do seu negócio, ele mostra as mais populares e mais bem ranqueadas nas páginas na busca orgânica. Incrível, não é?  

Você não só terá uma série de ideias de palavra-chave, como também poderá ver o volume de pesquisa e comparar com os concorrentes diretos.  

Para resumir, a ferramenta proporciona vantagem competitiva e poupa tempo na construção de conteúdos, porque ela te indica os principais termos de busca para produção de material relevante.  

SemRush

SemRush segue a mesma dinâmica do Ubersuggest, mas com alguns diferenciais, claro. Quais palavras-chave devo usar? Como está o rankeamento delas? Essas e outras perguntas são respondidas por esse recurso!  

Ao contrário das outras, essa ferramenta é paga. Considerada uma das melhores para análise de SEO, o SemRush fornece dados detalhados das palavras-chave do seu negócio e de qualquer domínio que você queira, inclusive da concorrência.  

Ainda é possível investigar os resultados de pesquisa das mídias pagas e orgânicas, desde a distribuição por posição na SERP até um mapa de posicionamento competitivo. A ferramenta vale o investimento, além de ser intuitiva e prática.  

Moz

Otimizar um site com os parâmetros de SEO é um trabalho contínuo. A ferramenta do Moz auxilia justamente neste aspecto: é uma solução especializada no desempenho das páginas.  

Não se trata de uma análise básica dos sites. Produtores de conteúdo, freelancers e agências de comunicação utilizam a plataforma para uma análise diagnóstica.  

Que recursos o Moz oferece? Os principais fatores que ele indica são:  

  • a relevância de um site na web; 
  • os sites com credibilidade vinculados à página (backlinks); 
  • a responsividade daquela página; 
  • as oportunidades de link building; 
  • a adequação a parâmetros básicos de SEO; e 
  • o monitoramento e a análise das palavras-chave em tempo real.  

Como é um mecanismo mais completo, vale a pena contar com profissionais e grupos especializados no assunto.  

Dicas de ouro para a sua empresa aparecer no Google

Se você chegou até aqui, esperamos que já esteja convencido(a) da importância de um site para conversões e autoridade digital da sua empresa.  

Por isso, vamos compartilhar com você 7 dicas essenciais para transformar a presença da sua empresa no Google! Leia com atenção e salve nos seus favoritos!  

1. Tenha um site

Podemos resumir a importância de um site para um negócio em 2 palavras: expansão e autoridade. Vamos te explicar o porquê.  

É fato que as redes sociais têm sido um canal eficiente entre consumidores e empresas. Mas atenção: o Google ainda é o principal buscador que as pessoas utilizam. Ou seja, os dois primeiros benefícios que um site proporciona sãoser encontrado e ir além das redes sociais

Presença online nunca é demais, desde que seja acompanhada de qualidade. Por isso, não basta apenas ter um site. Ele precisa ser otimizado, proporcionar uma boa experiência ao cliente e contar o propósito da sua marca.  

Por isso, o terceiro e o quarto benefícios são: crescimento e fortalecimento da empresa. O clichê “quem não é visto, não é lembrado” é verdade! O seu site é um cartão de visita para o cliente. Hoje as pessoas querem consumir valores, propósitos, mais do que produtos e serviços. Conte a missão do seu negócio, transmitindo credibilidade e segurança por meio dos conteúdos.  

Seguindo esse caminho, a geração de leads e a fidelização do seu público-alvo são finalmente conquistadas. Mas não é só isso. Confira as próximas dicas!  

2. Faça um Google Meu Negócio

Nossa segunda dica de ouro é a plataforma do Google Meu Negócio. Resumidamente, ele destaca os resultados digitais da sua empresa e ajuda os leads a conhecerem os produtos ou serviços que você oferece.  

Sabe quando você digita o nome de um negócio no Google e não encontra uma informação importante da empresa? Ao se cadastrar no Google Meu Negócio, os dados de telefone, local, website e horário de funcionamento aparecem no buscador automaticamente.  

Além disso, ainda é possível interagir com os usuários respondendo às suas principais dúvidas e permitir que eles classifiquem a sua empresa! Outra vantagem é que a plataforma gera um relatório mensal, apontando o número de visitas e outros dados relevantes para a sua gestão.  

Vídeos e fotos também estão liberados na plataforma, o que aumenta significativamente a taxa de cliques.  

3. Use Youtube

O YouTube também é um dos maiores buscadores do mundo! Portanto, você precisa otimizar os canais e os vídeos por lá para alcançar e manter um bom posicionamento nessa plataforma e no buscador do Google.  

Essas estratégias são chamadas de SEO para YouTube. Calma! É simples de entender. Elas seguem a mesma dinâmica do que já mostramos até aqui. Afinal a plataforma foi comprada pelo Google. No YouTube, qualquer empresa pode publicar conteúdo. O desafio é ter visibilidade e alcance. Nada muito diferente do que você já aprendeu, não é mesmo?  

Mais uma similaridade: a plataforma também conta com um algoritmo próprio, que oferece todo um sistema de pesquisa. Assim, a audiência da sua marca encontra facilmente os seus vídeos. Utilize adequadamente as ferramentas de palavras-chave, legendas dos vídeos e descrições inteligentes.  

Atualmente, já existe mais de 1,9 bilhão de usuários ativos e conectados por mês. Os vídeos também trazem um diferencial: geram conexão e são a alternativa perfeita para aquele perfil de público que prefere consumir conteúdo audiovisual! 

4. Crie um perfil no Reclame Aqui

“O quê? Incentivar meus clientes a reclamarem da minha empresa?”. Calma! Essa não é a intenção, muito pelo contrário. Com certeza você já foi procurar no Google ou nas redes sociais o que andam falando de uma empresa antes de comprar um produto ou serviço, não é verdade? 

Além de buscarem empresas com propósitos, os consumidores querem se relacionar com negócios que possibilitem confiabilidade, segurança e, acima de tudo, uma ótima experiência! Coloque-se no lugar do cliente. É isso o que ele procura e espera de você.  O Reclame Aqui é um site que permite consultar a reputação de uma empresa e a relação entre ela e seus consumidores. Após o cadastro do negócio, lá ficam registradas as avaliações de compradores, as notas de atendimento, os detalhes das reclamações e o perfil institucional.   

Ou seja, para as empresas, o site pode ser tanto para promoção e atração de leads, quanto para afastamento. Para os clientes, é um termômetro. A grande sacada é utilizar a ferramenta a favor do seu negócio! 

5. Anuncie na Rede de Pesquisas

Navegando pelo Google, você já se deparou com vários anúncios nos resultados de busca. Esses anúncios são conhecidos como campanhas em redes de pesquisa.  

A estratégia na hora de promover os anúncios permanece a mesma. Basta escolher as palavras-chave referentes ao seu nicho. Quando o usuário utilizá-las no buscador, poderá encontrar os anúncios mais relevantes. Com a otimização e o investimento financeiro necessários, ainda é possível jogar a posição do anúncio para o topo da SERP.  

Esse tipo de anúncio está inserido no sistema do Google Adword. Funciona basicamente na forma de leilão: quem paga mais, leva as melhores posições dos anúncios. Ou seja, as conversões dependem diretamente dos termos de busca e da intenção de compra que carregam, somadas ao investimento nas campanhas.  

7. Use o Google Shopping

Google Shopping é outra plataforma para geração de leads e é atrativo por alguns diferenciais. Apesar de representar apenas 20% dos cliques pagos de buscas, o poder de visibilidade do produto que a ferramenta apresenta pode se transformar em uma estratégia sólida para o seu negócio. 

Você provavelmente já viu os anúncios do Google Shopping quando pesquisou sobre um produto específico, como tênis, maquiagem, roupas, etc. O produto aparece no topo da SERP com uma imagem de alta qualidade, o valor e um anúncio objetivo.  

Esse tipo de anúncio carrega um índice de eficácia altíssimo. Ele prende a atenção de quem está navegando, por isso os índices de conversão são mais altos, quando comparados a anúncios normais. O Google Shopping traz uma configuração super-simples e definitivamente impulsiona as vendas da sua marca!  

Bônus: aprenda com os vencedores!

Para comprovar por A + B como é importante aparecer no Google e radicalizar as vendas e a presença digital da empresa, nada melhor do que apresentar alguns cases de sucesso para você! Vamos lá! 

Case do Chaveiro

A primeira história de sucesso é de uma empresa que passou pela transição da loja física para a digital: essa é a história do Chaveiro BH! Com 13 anos de negócio, está localizado em Belo Horizonte, Minas Gerais, e decolou nos resultados digitais com a ajuda da Agência Contato.  

Como o nicho de mercado desse cliente é extremamente competitivo, o Chaveiro passou a investir em anúncios da Rede de Pesquisa do Google. Seguindo as otimizações e os parâmetros do SEO, em um curto período de tempo a empresa dominou os resultados de pesquisa orgânicos e pagos.  

As grandes melhorias foram: 

  • layout novo para o site; 
  • redução do tempo de carregamento; e 
  • otimização da usabilidade do portal. 

A estratégia deu tão certo que o Chaveiro ampliou a sua rede e criou mais 7 sites e campanhas para atender à Região Metropolitana da cidade!   

Case da Appice

Mudar de uma loja física para uma loja online pode ser tão desafiador quanto ressuscitar o site de uma empresa!  Acredite! Mas, com ajuda especializada, a parceria entre a Appice e a Agência Contato construiu um verdadeiro case de sucesso!  

A empresa de contabilidade, localizada em Contagem, Minas Gerais, já havia conquistado seu espaço no mercado, mas suas soluções de Marketing Digital ainda precisavam ser ampliadas. Contrariando os parâmetros de SEO, o site da Appice estava com o rankeamento comprometido, o que impactava negativamente o alcance, a recepção de visitas e as conversões. 

As manobras de ressuscitação criadas por nossos especialistas foram:  

  • pesquisa de palavras-chave relevantes;  
  • reconstrução de todo o conteúdo das páginas;  
  • produção de blogs semanais com foco na persona do cliente; e  
  • estratégias de otimização técnica do site.  

Bingo! O caminho não poderia ter sido diferente: a Apicce conquistou resultados satisfatórios e duradouros!   

Case da Liugong

Fechamos com um exemplo internacional de sucesso: a gigante LiuGong!

Essa empresa de máquinas pesadas foi fundada na China e hoje opera em mais de 100 países. Na América do Sul, a Agência Contato é responsável por alavancar a presença digital dessa gigante no Brasil e nos demais países, produzindo conteúdo em português, espanhol e inglês.  

Em 2020, a Contato criou um site novo e totalmente otimizado para ser a porta de entrada de novos clientes e consumidores. Desde então, os acessos orgânicos ao site dispararam, uma vez que ele é facilmente encontrado no Google. 

Como você viu até aqui, o SEO (Search Engine Optimization) é essencial para qualquer site, e os cases de sucesso mostram perfeitamente os motivos. Com uma equipe especializada e as estratégias adequadas, a Agência Contato desenvolve um site novo para a sua empresa ou otimiza o que já existe. É assim que encurtamos o caminho para o topo. 

Depois de conhecer todos esses detalhes, temos certeza de que você colocará as nossas dicas em prática para alcançar e conquistar mais clientes. Ficou alguma dúvida de como chegar ao topo do Google? Deixe a sua pergunta nos comentários. 

Novos conteúdos

hiperpersonalização

Hiperpersonalização: saiba sua importância para o relacionamento com o cliente

A hiperpersonalização emerge como uma estratégia revolucionária capaz de elevar o relacionamento entre empresas e clientes a um patamar inédito. Neste artigo, mergulharemos nos conceitos e práticas dessa prática, desvendando
Arquitetura de Marca

Arquitetura de Marca: o que é e quais seus principais benefícios

No universo do marketing digital, a construção e gestão de uma marca são cruciais para o sucesso de qualquer empresa. A arquitetura de marca surge como uma estratégia fundamental nesse
Metas Comerciais

Metas Comerciais: quais são, os desafios e como acompanhar

Você já parou para pensar nas metas comerciais da sua empresa? Definir objetivos claros é fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Neste artigo, vamos explorar o que são metas

Receba um diagnóstico gratuito do seu marketing com os especialistas da Agência Contato

Receba o melhor conteúdo de marketing em seu e-mail

1 Step 1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
FormCraft - WordPress form builder

Materiais ricos

Não vá ainda!

Agende um bate-papo gratuito com um especialista e receba um diagnóstico para impulsionar seu tráfego, leads e vendas!

plugins premium WordPress